Notícias

Sesi inaugura Indústria do Conhecimento em Cacimbinhas

Quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

O centro multimídia, equipado com dez computadores conectados à internet, possui uma biblioteca com cerca de 4,5 mil livros, CDs e DVDs com conteúdos literários e científicos

O Serviço Social da Indústria (Sesi), em parceria com a Prefeitura de Cacimbinhas, inaugurou, na manhã desta quarta-feira, 15, uma unidade do programa Indústria do Conhecimento no município sertanejo localizado a 176 quilômetros de Maceió. A solenidade reuniu dirigentes do Sistema Fiea, autoridades locais e a população.

O centro multimídia, equipado com dez computadores conectados à internet, possui uma biblioteca com cerca de 4,5 mil livros, CDs e DVDs com conteúdos literários e científicos. No local, trabalhadores e a comunidade, especialmente alunos da rede municipal de ensino, encontram oportunidades de pesquisa, por meio do acesso à leitura e à internet, além de cursos ofertados pelo Sesi, em parceria com a prefeitura.

É uma obra que vai contribuir com a Educação de Cacimbinhas, ampliando oportunidades no mercado de trabalho. “É motivo de orgulho para a Indústria poder colaborar com o desenvolvimento desta cidade, ao promover mais oportunidades de educação e conhecimento aos seus habitantes, sem distinções”, destacou o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Alagoas (Fiea), empresário José Carlos Lyra de Andrade, durante a inauguração.

O prefeito Hugo Wanderley disse que a inauguração do espaço representa uma conquista para Cacimbinhas. “O Sesi tem uma parceria muito próxima com os municípios. Quando fui à Federação (das Indústrias) e fui comunicado que seria contemplado com a Industria do Conhecimento, fiquei muito feliz. Tenho muito a agradecer pelas parcerias com o Sesi”, afirmou.

Homenagem

A Indústria do Conhecimento de Cacimbinhas leva o nome de Manoel César Neto. Nascido em 1947, naquele município, fez carreira na Procuradoria do Distrito Federal. Conhecido pela generosidade e por ser amante da leitura, adquiriu um imóvel no centro da cidade, que reformou e transformou na Biblioteca Cecília Meireles, que foi cedida à prefeitura. Faleceu em fevereiro de 2018.

Compartilhe: