Notícias

Paratletas do Sesi/AL finalizam preparativos para a São Silvestre

Segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Objetivo de Carlos Antônio e Givaldo Augusto é representar bem o estado na tradicional corrida

Dois alagoanos que inspiram e são exemplos de superação vão realizar um sonho no próximo dia 31 de dezembro: participar da mais tradicional prova de rua do Brasil, a Corrida de São Silvestre, em São Paulo. Em comum, Carlos Antônio Guedes do Nascimento e Givaldo Augusto dos Santos são cadeirantes e integram o Programa Sesi Pessoas com Deficiência (PSPCD).

A viagem para a capital paulista já tem data marcada, será no próximo dia 29. A preparação, porém, foi iniciada há quase um ano. “São mais ou menos cinco treinos por semana. A expectativa para a São Silvestre é grande. Estamos focados, estamos treinando e o nosso objetivo é representar Alagoas, representar o Sesi e fazer o possível, com nossos esforços, para alcançar o maior lugar do pódio”, disse Givaldo.

Para chegar a São Paulo com chances de conquistar um bom lugar na prova, eles contam com o acompanhamento de uma equipe multidiscipinar do Sesi. O fisioterapeuta, por exemplo, cuida da postura deles e desenvolve exercícios no sentido de garantir que Carlos e Givaldo viajem em plenas condições de competir. “O importante agora é evitar qualquer tipo de lesão”, disse o fisioterapeuta Silvio Romero, que os acompanha.

Os atletas também recebem acompanhamento nutricional. “Nós temos uma equipe fantástica envolvida com o objetivo de garantir o sucesso desse desafio”, destacou a diretora de Segurança e Saúde para a Indústria (SSI) do Sesi Alagoas, Cláudia Piatti.

Coordenador do PSPCD, o treinador Pablo Lucini destaca a determinação dos dois atletas do Sesi. “A ansiedade vai ser um pouco difícil de controlar, mas, a motivação está acima de tudo, para representar o paradesporto alagoano, para participar dessa competição internacional. Vai ser uma experiência de troca de aprendizado, de ideias e de muita superação”, afirmou.

A disputa nas pistas não afeta a amizade que Carlos e Givaldo construíram durante a preparação para a corrida. “A estratégia é sempre correr com humildade, respeitando um ao outro e cada um focando no seu objetivo, que é iniciar a prova e concluí-la, procurando o melhor resultado possível para o nosso estado”, disse Carlos.

Compartilhe: